8 de fev de 2010

Estudante de biomedicina de uma comunidade carente é morto por criminosos

Morreu o estudante Alcides do Nascimento Lins que nasceu em uma comunidade pobre e tinha conseguido passar para o curso de biomedicina na UFPE em 2007. Ele foi baleado na cabeça ao ser confundido com outra pessoa.
Este foi mais um crime bárbaro na sociedade de desigualdades sociais chamada Brasil.

Eu sustentei meus filhos com a carroça, porque eu não queria que eles ficassem como hoje em dia eu vivo. Para eu vê-lo um dia ser o que ele é, eu tive essa força, essa coragem para trabalhar noite e dia” (Maria Luiza, mãe de Alcides).

Comprava uma quentinha para ele, e ele ficava lá, se alimentava lá, ficava escoradinho na parede, para ninguém ver, com vergonha. Mas eu dizia para não ter vergonha, porque um dia essa vergonha passa e ele será um grande doutor, porque eu tenho esperança" (Maria Luiza, mãe de Alcides).

Opinião: Fica agora a esperança de que um dia este país faça desta vergonhosa tragédia um motivo para se encorajar, se alimentar, se escorar e trabalhar noite e dia, assim como Maria Luzia, para combater a atual sociedade fascista, a sociedade de criminalidades e a sociedade de desigualdades sociais instaladas nas entranhas deste país

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sobre o autor

Minha foto

Professor universitário. Graduado em Pedagogia. Especialista em Educação, Informática Educativa e Gestão e Design Instrucional para EaD Virtual. Mestre em Educação. Doutor em Educação.